PERDÃO DAS OFENSAS

0
1602
A vida oportunizou-me falar hoje
à tarde sobre Reconciliar-se com os adversários.
Reconciliai-vos o mais depressa
com vosso adversário, enquanto estais com ele no caminho,
a fim de que ele não vos entregue
ao juiz, e que o juiz não vos entregue ao ministro da justiça, e que não sejais
aprisionado.
Eu vos digo em verdade, que não
saires de lá, enquanto não houverdes pago até o ultimo ceitil. (S.Mateus,
5:25,26)
O perdão é um ato de infinita
grandeza, é humildade, é caridade, é amor. Portanto, se tivermos ofendido alguém,
vamos ao seu encontro pedir-lhe desculpas ou até mesmo perdão em função da
ofensa cometida.
É aconselhável a reconciliação
enquanto estamos encarnados para que esta desavença não venha gerar futuramente
uma perseguição, uma obsessão.
Caso a outra parte não aceitar o
nosso pedido de perdão, tudo bem, fizemos a nossa parte.
Deus que é justo não permitirá que
guardemos remorsos e nem que venhamos a ser alvo ou um ente querido nosso de
vingança da outra parte que não aceitou o pedido de perdão.
– Pedimos perdão a todos aqueles
encarnados e desencarnados, que ofendemos ou prejudicamos de forma consciente
ou inconsciente!
Lenildo Solano

02/12/2013

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui