A CASA VERDE – Casa de Mamãe

3
857
“Ora, o Senhor é Espírito; e onde
está o Espírito do Senhor, aí há liberdade.” (2 Coríntios 3-17)
A cada um segundo os seus atos,
as suas obras; assim será no juízo final. Por isso é importante a liberdade, o
livre arbítrio de cada ser.
Viver em grupo, em família é
natural do ser humano, mas, respeitando as individualidades e a liberdade de
cada um dos seus membros.
A matriarca da família Figueiredo
faleceu após uma história de vida grandiosa, criou três gerações, dando exemplo
de respeito, humildade, caridade, resignação e superação.
Com o seu falecimento a família,
constituída por filhos, genros, noras e netos unira-se muito mais. O
contentamento da conhecida Dona Maria de Chicão, a Duzá, era ver a prole
reunida. Somente dizia, não podem comer sem aparecer a bebida!
Mas, sempre ali próximo,
observando, orientando e mesmo chamando atenção quando necessário.
Para os festejos de aniversários,
natalinos e de finais de ano a criançada reúne na velha casa da mamãe, que teve
pintura nova e denominada agora de Casa Verde, o bufet da família e amigos.

Mamãe é mãe e quando é ainda vó,
bisavó e tataravó; é só alegria e amor!

3 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui