MOTIVOS DE RESIGNAÇÃO

0
1381
A vida nos contempla e nos mostra
a presença divina a todo o momento, basta estarmos serenos e atentos para
observamos.
Estava participando da conversa
de uma colega que falava das dores que estava sentindo, principalmente à noite,
em sua coluna. Dores terríveis que ela não gostaria que o seu maior inimigo
passasse.
Logo em seguida participávamos de
uma reunião espírita e aberto aleatoriamente o evangelho para leitura de uma
mensagem, fomos agraciados com o título Motivos de Resignação, que começa
assim:
Por estas palavras: Bem-aventurados
os aflitos, pois que serão consolados, Jesus aponta a compensação que hão de ter
os que sofrem e a resignação que leva o padecente a bendizer do sofrimento,
como prelúdio da cura.
Também podem essas palavras ser
traduzidas assim: Deveis considerar-vos felizes por sofrerdes, visto que as
dores deste mundo são o pagamento da divida que as vossas passadas faltas vos
fizeram contrair; suportadas pacientemente na Terra, essas dores vos poupam séculos
de sofrimentos na vida futura. Deveis, pois, sentir-vos felizes por reduzir
Deus a vossa divida, permitindo que a saldeis agora, o que vos garantirá a tranqüilidade
no porvir.
Somente com muita fé, paciência e
humildade é possível sofrer dores, decepções, reveses, humilhações sem
revoltar, sem blasfemar.
É dar testemunho de submissão ao
Pai Criador e saber que a sua justiça está operando para saldar dividas contraídas.
Ao invés de lastimar devemos agradecer a oportunidade que Ele está nos dando.
O que motiva sermos resignados é
ter consciência de que nada é por acaso e que este momento é minúsculo em relação
a eternidade, quando sublimados gozaremos da felicidade plena.
Baseado no ESE, cap.V
Lenildo Solano
17/12/213

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui