Como desenvolver a paciência

0
902
Reflexões
sobre os benefícios de desenvolver a paciência em todos os setores da vida.
*     
A paciência é uma virtude dos pacificadores, sendo essencial para
harmonizar as turbulências do dia a dia; indispensável, pois, nas relações
saudáveis.
Refletir sobre os benefícios dessa qualidade moral é importante para que cresça
em nós a vontade de desenvolvê-la.
“Se fiz descobertas valiosas, foi mais por ter paciência do que qualquer
outro talento”. Isaac Newton

Tudo o que aspiramos na vida, seja pessoal ou profissional, exige que nos
apliquemos no trabalho e saibamos esperar os resultados. Como qualquer virtude
a paciência pode ser desenvolvida gradualmente, com persistência e devotamento.
Para grandes feitos; muita paciência!
“Para a arte de viver, é preciso saber a arte de ouvir, sorrir e ter paciência…
sempre”. Hermann Hesse

A paciência faculta o entendimento de nós mesmos, dos outros e do mundo.
Através da temperança nos tornamos pessoas mais acessíveis, maleáveis e gentis.
Pessoas moderadas encaram a vida de forma otimista, pois, seguras de si,
interpretam que viver é uma arte que se desenvolve vivendo da melhor forma
possível.
“Todos os erros humanos são impaciência, uma interrupção prematura de um
trabalho metódico”. Franz Kafka

Se nos deixamos levar pela ansiedade podemos colocar todo o nosso trabalho a
perder. A ansiedade é uma emoção destruidora que impede a realização de
objetivos, tira a pessoa do foco, interrompendo seu empenho. É tão prejudicial
que atinge até o físico, provocando dores de cabeça, fadiga, facilitando
inclusive o advento de doenças mais sérias. O ansioso é inseguro, não tem
certeza de que fez por merecer e, muitas vezes, desiste de seus propósitos.
“Aprendi que não posso exigir o amor de ninguém… Posso apenas dar boas
razões para que gostem de mim… E ter paciência para que a vida faça o
resto…” William Shakespeare

Mas é nos relacionamento que o cultivo da paciência se torna ainda mais
fundamental. Tanto na família como na vida social é preciso desenvolver a
tolerância em relação às imperfeições que identificamos nas pessoas que nos
rodeiam. A paciência nos induz a aprender esperar o momento ideal de tratar um
assunto delicado e aguentar as pequenas falhas que muitas vezes incomodam muito.
Ninguém consegue uma convivência sadia com outra pessoa sem a calma necessária
para encarar as diversas formas de pensar e agir. Infelizmente, muitos
relacionamentos se deterioram pela falta de compreensão de que sempre é mais
sábio manter a serenidade e evitar o atrito.
Uma boa razão para nos dedicarmos a essa aquisição é, ainda, considerarmos que
também os outros precisam desenvolvê-la por nós, assim, inspirar a paciência é
de nosso total interesse.
“Aquele que tiver paciência terá o que deseja”. Benjamin Franklin

Diante de qualquer dificuldade vale sempre manter a calma, ser comedido e
evitar atitudes súbitas que certamente resultarão em arrependimento e tristeza.

*     
 A temperança promove a
tranquilidade para lidarmos com os reveses da vida, tornando-nos capazes de
manter a serenidade independente dos torvelinhos que se nos apresentem. Dessa
forma, certamente seremos capazes de alcançar o que desejamos, sem ferir a nós
mesmos e aos outros.
Cultivar a paciência é dedicar-se à pacificação, pois, a calma com que
enfrentamos os acontecimentos desfavoráveis garante a paz para nós mesmos e
para aqueles que convivem conosco.

– See more at:
http://familia.com.br/como-desenvolver-a-paciencia#sthash.WfwmjS8l.dpuf

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui