Porque ovo e o coelho são símbolos da Páscoa?

0
802
                                                                       

Através dos tempos a humanidade tem dado muitas e diversas
interpretações aos ovos de galinha e que, em parte, também foram aplicadas aos
ovos de páscoa.
O ovo é comida, é símbolo de vida, de pureza, de fertilidade, e era usado como
forma de pagamento de dividas, como sacrifício ou como oferta de gratidão. Na
idade média o pagamento do aluguel da terra pelos arrendatários aos
proprietários feudais era efetuado na época da Páscoa através de ovos. O ovo até
era a moeda básica para juros e aluguel de terras.
O costume de pintar ovos e dar os mesmos de presente na Páscoa tem varias
origens: na cristandade primitiva o ovo era símbolo da vida e da ressurreição e
um ovo era sempre adicionado ao túmulo quando do falecimento de um cristão.
Assim o ovo adquiriu imagem de conter algo oculto, ser como um túmulo fechado,
no qual está encerrada uma vida, que em algum momento irá dali surgir. Assim
isto refere diretamente à ressurreição de Cristo.

A relação entre a Páscoa e o coelho da páscoa é explicada na Alemanha de varias
maneiras:
O coelho na primavera deixa o seu habitat e adentra vilarejos e os jardins para
buscar comida. Devido a esta atitude de certa forma inexplicável os moradores
destes vilarejos estabeleceram uma relação com a páscoa e dotaram o coelho com
a capacidade incrível de deitar ovos especiais. (na Europa, e em todo o
hemisfério norte, é primavera na época da Páscoa).
Em pinturas medievais preservadas é dada ao coelho a capacidade de trazer ovos.
Assim muitas vezes padrinhos convidavam seus afilhados a “caçar” o
coelho na época da páscoa, e esta caça consistia da procura de ovos coloridos
escondidos nos jardins. O coelho teria esta capacidade diante do fato de que
ele era muito mais rápido do que a galinhas poedeiras, roubando destas os ovos
para levá-los às crianças.
Em algumas partes da Alemanha o coelho da Páscoa não é conhecido. Assim a
função de alegrar as crianças com ovos coloridos é exercida pelo galo, em
outras pela cegonha, a raposa ou até por sinos de igreja.
Também uma interpretação ampla e bastante livre do Salmo 104,18 leva ao coelho,
pois em traduções antigas encontra-se neste texto a palavra coelho ou lebre. E
em alguns escritos antigos o coelho è citado como sendo um símbolo de Cristo!!
Na mitologia grega o coelho era símbolo de fecundidade e aparecia nos ritos
respectivos. Daí pode ter-se infiltrado na lenda ocidental devido a páscoa
estar relacionada no calendário com o inicio da primavera. O Coelho também é o
animal da lua; como a data da Páscoa é fixada no primeiro domingo da primeira
lua cheia da primavera, pode ter-se relacionado o animal à data.
Cordeiro da Páscoa
O ritual do cordeiro da Páscoa tem a sua origem no pessah judeu, no qual o
cordeiro é imolado em favor da graça e na lembrança do agir de Deus. Na igreja
cristã este cordeiro transforma-se em um símbolo de Cristo, o Cordeiro de Deus
que leva o pecado do mundo e é apresentado portando uma bandeira, o sinal da
vitória.
O cordeiro simboliza a vida. Com seu pelego branco ele simboliza a pureza e a
sua atitude pacifica deve ser um chamado a paz. É tradição em muitos lares
cristãos comer-se cordeiro assado ou cozido no domingo da páscoa. Outro costume
é assar pão doce em forma de cordeiro e servi-lo no café na Páscoa.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui