NO EMBALO

0
737
Reluto muito pra não tomar
o primeiro gole
que aí embalo
ninguém me segura
não controlo
o que eu faço e o que falo
Canto pagode
e danço rock
peço de tudo
na minha mesa
no embalo
perco  Tereza
e ganho a Rosa
linda e cheirosa
No outro dia
quando acordo
não lembro nada
no embalo
é chá de boldo
cabeça arruinada
tomo então outra gelada
pelo gargalo
Assim dizia
um vizinho meu
que no embalo
de cirrose cedo morreu.
Esta é a história de alguém que
ressuscitou na vida deixando o vício

Lenildo Solano

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui