NÃO QUEIMAMOS A LÍNGUA

0
751
A vida reserva surpresas e mais
surpresas agradáveis e decepcionantes, algumas indesejáveis:
– o cônjuge que não resiste e cai
em tentação;
– o filho amado que segue caminho
errado;
– o funcionário ou colaborador que
trai a confiança;
– o projeto não concluído, a meta
não alcançada.
Vamos desistir, nunca. Levantar e
recomeçar; a trajetória é de aprendizagem com acertos e erros, movida pela
esperança, fé e confiança.
Mente, mente querida há certos
momentos em que você age sem ser amiga.
Coração, coração leviano, sentimentos
fugazes, doloridos, impuros.
Mas afinal a boca fala do que
está na mente ou no coração?
Não queimamos a língua com opiniões, prejulgamentos,
conceituações sem conhecimento preciso das coisas. Onde fica a indulgencia em
ação?
Lembremos de que Deus nos dotou
de dois olhos, dois ouvidos e apenas uma boca, que façamos o uso adequado
destes recursos humanos!
Lenildo Solano

08/12/2013

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui