Dona Maria e o Professor – O Ser Perfeito

0
778

A
dona Maria pediu para o professor que falasse sobre a perfeição, ou melhor, o
ser perfeito, então
 ele disse:
Uma
pessoa é considerada pela opinião pública de perfeita quando reúne várias
qualidades ou adjetivos como ser bonita, simpática, educada, instruída e comunicativa.
Quando
o Mestre Jesus disse: “Sede perfeitos como perfeito é o vosso Pai celestial”
ele nos deu, nos indicou um modelo para que esforçássemos a alcançar essa plenitude.
A perfeição relativa, pois absoluta somente o Criador.
Essa
perfeição a que a humanidade é suscetível consiste em amarmos os nossos
inimigos, em fazermos o bem aos que nos odeiam e orarmos pelos que nos perseguem.
A
essência da perfeição é a caridade e os elementos da verdadeira caridade são: a
benevolência, a indulgência, a abnegação e o devotamento.
Benevolência
é boa disposição de ânimo para com alguém, estima, afeto.
Indulgência
é clemência, remissão de penas, indulto, perdão.
Abnegação
é renúncia, abstenção.
Devotamento
é dedicação, consagração.

Sem determinação e coragem é impossível rompermos com o passado, com o ser
velho e buscarmos o futuro melhor, o ser novo, o ser perfeito.
E
aí Dona Maria vale ou não sacrificarmos tendências, sugestões que podem atrapalhar
a nossa proposta de  evolução, tornarmos
menos materialistas?
Lenildo
Solano
12/11/2013

  

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui